por Jana Motta 22 de Novembro de 2017 Saúde

Sono de Qualidade

Oi meus amores!!!

Não sei se isso está acontecendo só comigo, mas ainda não estou muito adaptada ao horário de verão. Na verdade, eu amo esse horário! Escurece mais tarde, a gente pode aproveitar mais o dia quando chega em casa, parece que rende mais…

Só que eu tenho ido dormir às 2h da manhã e acordado às 8h sozinha (sem despertador, sem nada….). Fico fazendo as minhas coisas achando que são umas cinco da tarde e quando olho no relógio são quase oito da noite, mas como o dia está claro eu vou no pique e com a corda toda. Eu até acordo disposta, tomo um bom café, mas chega umas 11h ou 12h tô um “caco velho” hehehe. Meu relógio biológico está sofrendo.

Eu sei que preciso reequilibrar o sono com uma rotina (estou tentando, mas quem me acompanha vê que eu não tenho rotina). Semana passada fui para Balneário Camboriú e cheguei em casa depois da meia noite e ainda fui fazer compras on-line no supermercado (vida de dona de casa é assim gente! ).  A dica é não tomar café tarde, não usar celular e nem eletrônicos (aff, quem consegue?) e nem pensar em comer uma refeição pesada que aí mesmo vou varar à noite.

O que eu tomo faz um tempinho e sempre me ajuda é a melatonina. A melatonina não é um remédio e nem causa dependência. É um suplemento hormonal bioidêntico capaz de retardar o envelhecimento, regular o sono, neutralizar as toxinas cerebrais, otimizar as funções da tireóide e muito mais.

Conforme vamos envelhecendo, a quantidade de Melatonina produzida pelo corpo diminui, aí vem a insônia ou aquele sono leve que parece que a gente nem dormiu. Claro que eu tomo com orientação do Dr. Thiago Collares que até me alertou da importância de tomar a dose certa para eu não ficar com mais sono durante o dia.

Procurem um médico para saber a dosagem certinha e se vocês podem tomar. Eu estou contando a minha experiência.

Quem quiser marcar com o Dr. Thiago Collares pode mandar whats no 9115 1477

Beijinhos!!!

Compartilhe Facebook Twitter
Tags: dormir bem, melatonina, qualidade do sono, Sono
por Jana Motta 21 de Agosto de 2017 Saúde

Como conquistar e permanecer no resultado desejado

Oi amores, tudo bem?

Como foi o fim de semana? O meu foi ótimo! Corrido, mas consegui descansar no domingo (pelo menos).

Segunda vocês sempre me pedem o “post dos milagres” ahahaha. Tem muita gente que no fim de semana jaca até dizer chega, outros nem dizem chega e tem muito boicote por aí que eu sei.

Recebo tantos directs perguntando qual o meu segredo, o que eu recomendo e o que eu fiz especificamente para secar (como se houvesse uma fórmula mágica). Lamento decepcionar, mas a estrada é longa e de mudanças. Para secar eu levei 1 ano e meio, então não venha me dizer que a sua dieta de 1 mês não deu resultado (vá se catar! Sim estou braba hahaha).

Como tem muita gente nova por aqui, vou só explicar que nunca fui gordinha. Eu tenho 33 anos, 1,58m e peso 49kg, com percentual de gordura de 10%. Antes de começar com a reeducação de vida eu tinha 30 anos e 46kg, mas com 24% de gordura que me incomodava e não deixava eu ter aquele corpinho mais sequinho que eu queria, além de ter celulite (que apareceram depois dos 26 anos), indisposição, cansaço e muuuuuita preguiça.

Por isso, vou dar dicas preciosas para que você mude e consiga chegar e PERMANECER no resultado que deseja.

1 – Vá ao nutricionista“Mas Jana eu sei o que comer… o problema é que eu não faço o que deveria, sabe?”

Sei…. Então você sabe tudo o que comer? Onde você se formou em Nutrição? E me conte mais dos resultados destes exames que você nunca fez… (Eita que eu to afiada hoje heheh).

Eu entendo que depois de um certo tempo a gente vai sabendo pelo menos o que não comer, mas o nutri vai passar uma dieta baseada na nossa idade, metabolismo, objetivo… e a gente sabe que isso tudo muda. Eu lembro que antes de ir ao nutricionista vivia comendo barrinha de cereal e bolacha de água e sal me achando. Pergunta para o seu sobre isso ahahah. Sem contar nos exames, que precisamos saber direitinho como está o nosso corpo para manter ele funcionando perfeitamente.

2 – Confie no processo – “Ah, tô achando meio estranha essa dieta. Tô comendo faz 3 dias e não sequei nada…  

“Não gostei muito das comidas que ele me passou… Vou fazer as receitas que vi na internet”

Pelo amor de Deus minha gente! Não gostou fala para o médico. Eu tenho uma lista de coisas que não como, pois não posso e outras que não gosto. O resto, eu vou provando e testando. Ou você acha que a primeira vez que comi bolacha de arroz eu gostei? Odiei, mas hoje amo!!!!! E o frango na panqueca de manhã? Depois me acostumei. É tudo questão de hábito! Temos que estar dispostos a tentar, senão fica no teu pãozinho francês com manteiga e seja feliz!
Eu também faço receitas da internet, mas mando para a minha nutri ver e ela sempre faz as substituições ideiais para mim.
Se não existe essa relação com seu nutricionista, de poder falar, tirar dúvidas e pedir sugestões. Reavalie, pois o problema pode estar nele ou em você. É todo um processo de adaptação, ajuste e evolução. Os resultados vão sendo conquistados aos poucos, mas o importante é que eles permanecem.  Não tem segunda opinão de nutricionista ou você confia ou não, simples assim!

Eu e minha super Nutri Vanessa Lodi que é uma profissional maravilhosa! Confiança e parceria!

3- Atividade Física – não é opção, mas pode ser escolha – “Jana, odeio musculação.”

Tudo bem! Então faz um funcional, tênis, ballet fitness, algo que você sinta prazer e que não te lesione. Vá a aulas experimentais e não tenha vergonha. Não tem nada demais a gente não conseguir pegar peso ou cansar fazendo um exercício e ter que parar.

Dependendo do treino ou se comi muito próximo de ir para a academia, também me sinto mal, fico enjoada e dou uma pausa até me recuperar.

Seja solidária… Se alguém estiver iniciando na sua turma, incentive e acolha a pessoa.

Olha eu no funcional na corda naval, mais conhecida como corda mortal hehehe. A carinha plena era só para a sessão de fotos. Me apaixonei pelo treino funcional! Dinâmico, divertido, pra morrer e dá muito resultado no corpitho. O meu é mais focado para força (pq quero ficar durinha).

4 – Seja honesto com você“Eu não sei porque não emagreço. Faço dieta, treino e nada. Esse treino não faz efeito para mim e vou ter que mudar de nutricionista.”

O que eu escuto de gente falando isso, vocês nem sabem. A pessoa realmente foi ao nutricionista e está na academia, mas o problema é que ela acredita na própria mentira de que faz tudo como deveria ser feito. E isso que não estou nem falando das jacas (naturais) do fim de semana.

Se você observar, ela afirma que durante a semana cumpre o plano alimentar certinho…  mas come um docinho com uma amiga no café, pega sempre uma friturinha no buffet, lancha uma bobagem no escritório, toda quinta tem presença confirmada no happy hour…. e por aí vai. E a academia? Vai uma ou duas vezes na semana e crê de pés juntos que cumpriu a sua cota semanal.

“Mas Jana tenho que ser escrava?”

Claro que não, mas você sabe que uma vida saudável, longa e de qualidade requer uma mudança de hábito e com certeza não são essas enganações. Para quem ainda quer dar um up na estética vair ter que seguir a “receita” que não tem segredo, só dedicação e REGULARIDADE.

Pense bem… Se está funcionando para os outros e para você não, alguma coisa está errada, será porque, hein?

“Mas eu posso estar com alguma disfunção.”

Se você foi ao nutricionista ele já pediu todos os exames e sabe muito bem o que você tem. Ta aí mais uma vez a importância de primeiro de tudo procurar o nutri.

O problema aqui é a ilusão. É muito melhor você assumir que não está fazendo nada e que vai voltar com foco total na próxima semana ou mês, do que ficar se enganando. O primeiro passo para a mudança é reconhecer que algo precisa ser feito né (ficou super autoajuda isso aqui hahaha).

Uma dica é fotografar todas as suas refeições para ver o quanto elas são “limpas” e se você está seguindo a dieta como diz. Não precisa postar nas redes se não quiser, é só para você ter o controle. Faça isso com TODAS.  Eu fotografo e posto no meu stories (aproveita e me segue no insta @janamotta).

5 – Aprenda a dizer não –  “Eu como pizza, pois meu marido sempre pede, né”

E também te obriga a comer, né! Se você não está com vontade fale que não quer e sugira outra opção para os dois jantarem ou deixe ele comer e faça outra comida para você.  Agora, se você está afim. Aí sim!!!! Coma com todo o prazer.

Só não “gaste” suas calorias comendo algo que não quer no momento, seja por preguiça de preparar ou para agradar alguém. Você tem que se agradar em primeiro lugar!

Eu me lembro quando parei de beber refrigerante e dizia que não queria, meu pai achava muito esquisito. Como assim, eu que sempre fui louca pelo refri não tomava mais? Ele insistia tanto, mas eu só agradecia com toda a paciência e repetia que não tomava mais refrigerante (quase um mantra hahahah), afinal não era fácil e ainda não é.

Tenho certeza que se vocês colocarem em prática essas dicas vão conseguir se manter focadas e muito mais confiantes. Vamos sempre nos puxar para não usar como desculpa o cansaço, excesso de atividades e problemas para “nos permitimos ou nos recompensarmos” com as bobagens, já falei que quem a gente recompensa com comida é cachorro.

Eu não digo que é fácil, mas me formar também não foi, trabalhar também não é, aprender outra língua também exigiu esforço… então, esse é só mais um!

Beijocas e vamos que vamos!

Compartilhe Facebook Twitter
Tags: corpo sarado, dieta, foco, perder gordura, resultado, seca
1 2 3 18